quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Compartilhando a Palavra de Deus


Epístola aos Hebreus
(Um bálsamo para os deprimidos)


Quando estamos deprimidos ficamos inertes. Em outras palavras ficamos insensíveis, entorpecidos, imóveis, inativos e sonolentos. 

  • Insensíveis porque, nem ao menos, o que se passa a nossa volta nos faz vibrar;
  • Entorpecidos porque, absurdamente, perdemos o interesse pela vida;
  • Imóveis, como se entorpecidos;
  • Inativos porque, praticamente, toda nossa ação desaparece;
  • Sonolentos porque fugir para o mundo dos sonhos é o único anseio.

A carta aos Hebreus é um convite cheio de amor que nos agita. Acende a chama e faz renascer o desejo amortecido. O coração volta a vibrar, pois as emoções do amor despertam as esperanças. E cheios de esperança, a vontade de viver transborda novamente. 

Os relatos de fé e perseverança dos primeiros heróis; dos patriarcas; de Moisés; dos israelitas em Canaã; o estímulo que recebemos para que imitemos a Cristo que foi perseverante em meio às provações; e as explicações a respeito das provações que revelam o amor paternal de Deus para com seus filhos, são bálsamos de força e nos fazem compreender que os homens do passado não foram diferentes. Eram humanos tanto quanto nós somos. Viveram em circunstâncias diferentes, contudo o amor de Deus alcança todo aquele que crê, e aquele que crê não permanece inerte.

“É uma prova de que "A palavra de Deus é fiel, e restaura a alma" Sl 19.7”

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Reportagem-Maria e José não entrariam...


“Não haverá mais cristãos em Belém dentro de 20 anos”, afirma líder cristão israelense
Segundo as previsões, população cristã tende a desaparecer em Israel


O número de visitantes que foram celebrar o Natal em Israel voltou a crescer este ano, com um grande número de peregrinos cristãos reunindo-se em praças e igrejas. Mesmo assim, um líder cristão afirma que Belém está cada vez mais fechada. Ele afirma ainda que o próprio Jesus não seria capaz de entrar na cidade, se tentasse visita-la nos dias de hoje.

A Igreja da Natividade, em Belém, onde acredita-se ser o local do nascimento de Jesus Cristo, é liderada pelo padre Ibrahim Shomali. Ele cita o aumento dos assentamentos judaicos entre Jerusalém e Belém como um obstáculo potencialmente intransponível.

“Se os pais de Jesus decidissem vir este ano a Belém, encontrariam uma cidade fechada”, disse Shomali. ”Ele teria de nascer em um posto de controle ou no muro de separação. Maria e José precisariam de permissão especial ou tentarem entrar como turistas. Este é um grande problema para os palestinos em Belém. O que acontecerá quando eles ficarem totalmente isolados do mundo?”, acrescentou. 

Entre os assentamentos mais intrusivos está Har Homa, uma enorme comunidade, de quase 20.000 pessoas. Ela foi construída sobre as terras onde acredita-se que os anjos contaram aos pastores sobre o nascimento de Jesus.

Um acordo político impede palestinos da Jerusalém Oriental entrarem em Jerusalém, ou Belém, sem licença de turista israelense. Os líderes da região, incluindo Shomali, temem que os assentamentos possam alterar permanentemente a paisagem geográfica da região.

A evasão dos cristãos, que representam 2% da população israelense, pode diminuir ainda mais esse percentual. ”Quando olho para a lista de membros da minha igreja, muitos dos nomes de famílias históricas da área já se foram”, disse Shomali. ”Em 20 anos, acho que não teremos mais cristãos em Belém “.

Em uma declaração oficial recente, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu exortou os peregrinos e turistas a visitem Israel durante a época do Natal e celebrarem abertamente. “Em uma região onde os cristãos são rotineiramente perseguidos e onde há pouca tolerância para a fé dos outros, o governo de Israel oferece garantias de segurança e liberdade de culto para todos”.

Mas isso não muda o fato de que as celebrações de Natal estão praticamente extintas em outras cidades israelenses. A comunidade cristã hoje é composta principalmente de estrangeiros que emigraram para Israel. Não há números oficiais de convertidos do judaísmo ao cristianismo, pois trocar de religião ainda é proibido em Israel.

Fonte:
http:gospelprime.com.br

Humor - Rir faz bem!


Tentações! Tentações!




segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Poetry - Feeling the Past


Feeling the Past
(Janete Maia) 




 In the purity of your eyes


 I saw destruction.

 In the sweetness of your mouth

 I tasted bile.

 In the clarity of your thinking

 I imagined myself crazy

 And the wires of your hair

 Choked me.


 In your arms

 I was trapped.

 And by your hands

 Mold me alone.

 The clarity of your knowledge

 I darkened the way

 And in your way

 I was the floor.


Promessas para o Ano Novo!



sábado, 24 de dezembro de 2011

Filme - A Christmas Carol


Os Fantasmas de Scrooge
(A Christmas Carol)

Direção: Robert Zemeckis
Com: Jim Carrey

Em minha opinião este é o melhor filme de Natal. Baseado na obra de Charles Dickens, escrita em 1843, retrata o comportamento do mesquinho Ebenezer Scrooge.
Na véspera do Natal, Ebenezer Scrooge é visitado por três espíritos: o passado, o presente e o futuro, que o levam a uma viagem no tempo. As lembranças revividas o fazem enxergar as alegrias, as decepções, as mudanças no seu coração e no seu comportamento. O presente mostra-lhe a sua avareza; e o futuro mostra-lhe a recompensa que terá devido ao seu excessivo amor ao dinheiro em detrimento ao próximo, por quem ele sente desprezo e nenhuma compaixão.
Que este filme traga-nos a lição do AMOR, AMIZADE e COMPAIXÃO!

Curiosidades:
Segundo o site http://pt.wikipedia.org, o sobrenome “Scrooge” tem o significado de “avareza”. Também do mesmo site: “A palavra ‘Ebenezer’ vem do hebraico e é na verdade duas palavras pronunciadas em conjunto: Mesmo Haezer. "Ebenezer." É geralmente transliterado como um nome próprio, largando o artigo definido (Ha) a partir da palavra hebraica para ‘ajudar’ (Ezer) e colocá-lo juntamente com a palavra hebraica para ‘pedra’ (Mesmo) para criar: ‘Ebenezer’. As raízes etimológicas da palavra, assim definido, deve demonstrar que uma "Ebenezer" é, literalmente, uma ‘pedra de ajuda’. A Escritura bíblica diz o seguinte:

Então Samuel tomou uma pedra e erigiu-a entre Masfa e Jeshanah, e nomeou-a Ebenezer, pois ele disse: 'Até agora o Senhor nos ajudou’. Assim os filisteus foram subjugados, e não entrar novamente no território de Israel; a mão do Senhor foi contra os filisteus todos os dias de Samuel. As cidades que os filisteus tinham tomado a Israel foram restituídas a Israel, desde Ecrom até Gate, e Israel recuperou seu território das mãos dos filisteus.” Houve paz também entre Israel e os amorreus. (1 Samuel 7:12-14’ ”

Humor - Rir faz bem!

FELIZ NATAL A TODOS!




quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Compartilhando a Palavra de Deus


(Mateus 1:18-25)

O Nascimento de Jesus Cristo

Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.

Então José, seu marido, como era justo, e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente.

E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo;

E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.

Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz;

Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de Emanuel, Que traduzido é: Deus conosco.

E José, despertando do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher;

E não a conheceu até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe por nome Jesus.

Humor - Rir faz bem!


Onde está a nossa fé?




quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Pedidos de Oração


Pedidos de Oração


1)     Anderson P. e esposa (Salvação / Bênçãos e Proteção) SP

2)     Aparecida e família (Salvação e Saúde) SP

3)     Funcionários do Departamento de Cirurgia (Saúde / Proteção e União) SP

4)     Edmundo P. e família (Salvação e Saúde) BA

5)     Janete Maia (Saúde e Proteção)

6)     Missionários em todo o mundo (Saúde / Proteção / Edificação / Perseverança)

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece”. 1 Co 13:4


 (Envie seus pedidos de oração para que sejam incluídos na próxima quarta-feira)
E-mail: janetejanetemaia@gmail.com

Humor - Rir faz bem!


Sejamos coerentes!



terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Reportagem - Fé faz bem

Hospital São Paulo


De leito em leito
Uma vez por semana, a paulistana Edna Maria Molnar, 54 anos, passa o dia no Hospital São Paulo, na capital paulista. Percorre quartos, enfermarias, corredores, berçários, emergências e unidades de terapia intensiva. Voluntária há 15 anos da capelania evangélica que atua no hospital, Edna leva aos doentes e acompanhantes palavras de confiança e consolo, um abraço, um toque, ou faz preces com quem lhe pede. “Convivi com pacientes que se recuperaram de comas e também com aqueles que não sobreviveram, mas viveram seus últimos dias de maneira serena”, conta Edna.
O pastor batista Antonino Pinho Ribeiro, autor do livro Há Graça no Sofrimento?, coordena a Capelania Evangélica do Hospital São Paulo desde sua criação, há 21 anos. O serviço atua em conjunto com a direção médica da instituição, prestando assistência espiritual, emocional e social a pacientes, familiares e funcionários, respeitando a individualidade de cada um, sem distinção de credo, raça, sexo ou classe social. “Os voluntários são treinados e não podem ter posição religiosa extremada, que possa comprometer o trabalho”, destaca o capelão. “Graças ao acompanhamento e atenção dos voluntários, muitos pacientes ficam mais tranquilos e respondem melhor ao tratamento”, atesta a fisioterapeuta Jaqueline Spoldari Diniz.
No Instituto de Infectologia Emílio Ribas, de São Paulo, as capelanias católica, evangélica e espírita conduzem atendimento semelhante. Diariamente os voluntários visitam pacientes nos leitos e dão apoio a familiares. Morador de Boituva (SP), o aposentado Sílvio Ribas Sobrinho integra o grupo há 21 anos. “Quem não tem espírito de família, de cuidar do outro, não permanece no serviço, em que mais de 70% das pessoas internadas são portadoras de HIV, condição ainda carregada de estigma e preconceito”, conta.
Coordenador dos três serviços de assistência religiosa oferecidos no Emílio Ribas, que inclui participação nos comitês de ética em pesquisa, humanização e cuidados paliativos, o padre João Inácio Mildner explica que a missão é dar força ao doente para enfrentar seu problema de saúde. “Por meio da amizade que desenvolvemos, trabalhamos para ajudá-lo a se recompor e para conscientizá-lo de que é agente de seu tratamento”, ressalta o religioso, que admite muitas vezes sentar-se ao lado dos voluntários para chorar a perda dos amigos que fizeram ao longo da jornada no hospital.
A assistência religiosa é assegurada pela Constituição e pela Lei 9.982/2000, que garantem aos religiosos o acesso aos hospitais públicos e privados. Suas atividades devem obedecer a normas internas de cada instituição. A capelania hospitalar no Brasil começou em 1858, com os católicos, para atendimento a feridos de guerra. Estima-se que o serviço seja mantido em apenas 30 hospitais brasileiros.

Fonte:
Revista do Brasil - Edição 66 - Dezembro de 2011


Humor - Rir faz bem!


Ao Senhor o melhor!


segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Poesia-Sentimento Passado


Sentimento Passado
(Janete Maia)


Na pureza dos teus olhos
Avistei a perdição.
Na doçura da tua boca
Eu provei o fel.
Na lucidez do teu pensar
Imaginei-me louca
E nos fios dos teus cabelos
Sufoquei-me.

Nos teus braços
Fui aprisionada.
E pelas tuas mãos
Moldaste-me solidão.
A claridade do teu saber
Escureceu-me o caminho
E no teu caminho
Eu fui o chão.

Novos tempos, novas tecnologias e novos comportamentos




domingo, 18 de dezembro de 2011

Você Sabia? (5)

Todos os presidentes dos Estados Unidos eram Protestantes
com exceção de John Kennedy

21 - Chester Arthur (Episcopal)

22 - Grover Cleveland (Presbiteriano)

23 - Benjamin Harrison (Presbiteriano)

25 - William McKinley (Metodista)

26 - Theodore Roosevelt (Igreja Reformada Holandesa) (Episcopal)



Presidentes Brasileiros

Café Filho (político, ex-presidente da República) (Presbiteriano)


Ernesto Geisel (militar, ex-presidente da República) (de origen Luterana)

(Aos domingos são postadas 5 fotos dos ex-presidentes e de outras personalidades da mídia que se converteram)

Humor - Rir faz bem!


Entendimento literal



sábado, 17 de dezembro de 2011

Mensagem - Pr. Ricardo Sterkenburg


Habacuque 2:4
Vamos considerar um texto citado do Antigo Testamento no Novo Testamento. Quem está citando este texto do Novo Testamento sempre o expressa corretamente, mas do texto registrado no Antigo Testamento raramente é falado corretamente.
Vamos experimentar. Vou começar e o leitor pode completar. “Mas o justo… Quem completou com” viverá da fé” errou! exceto se usou outra preposição que em outras versões usam “por ou pela”… mesmo assim errou.
Veja então a citação do profeta Habacuque “Mas o justo viverá pela sua fé,” (2:4). Reparou no pronome “sua?” As outras principais versões têm a mesma tradução. Porém, inverteram a posição da palavra “viverá”, mesmo assim não altera a declaração.
A minha experiência mostra que poucos são os que percebem corretamente o que Habacuque disse. Talvez o leitor tenha que juntar-se a esta turma. É fácil notar, mas agora como explico? Então o que significa esta expressão de Habacuque? Certamente a palavra em si nada revela. Ela simplesmente qualifica a fé do sujeito da sentença, a saber, o justo. Este homem há de viver por meio da fé que tem. Mas agora o que é esta fé? Certamente nada ela tem com relação à fé salvífica, pois já foi exercida na hora de decisão. Ainda mais… a fé salvífica é algo gerada por Deus, conforme Efésios 2:8. Há nas Sagradas Escrituras dois sentidos para a palavra fé. Um já foi abordado, a saber, a fé salvífica mesmo em poucas palavras. Alguns teólogos apresentam-na como fé subjetiva em contraste com a fé objetiva.
O apóstolo Judas apresenta-nos uma clara expressão da fé objetiva. Veja o que ele disse no versículo 3: “Exortando-vos a batalhardes diligentemente pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos.” Alguns chamam a fé objetiva como a declaração da fé ou a declaração doutrinária que expressa um corpo de crenças qualificadoras para uma igreja ou uma instituição ou ainda aquele que o candidato, ao santo ministério, apresenta no ato do exame para o pastorado. Assim sendo, Habacuque está dizendo que o justo deve ter uma fé guiadora para sua vida. Ele lamenta a iniquidade desenfreada entre o povo de Judá, e salienta que tal não seria o caso se o justo está vivendo dentro dos mandamentos (fé) do seu Deus. Como a declaração doutrinária da igreja ou de um candidato ao santo ministério serve como guia, assim cada indivíduo precisa ter sua própria declaração doutrinária guiadora.
Poucos são os cristãos que tem algo assim por escrito. A maioria anda de acordo com a declaração prescrita por sua igreja. Mas creio que individualmente não existe uma por escrito, mesmo que exista na sua cabeça. Será que ela é adequada? Por exemplo, nos anos do meu ministério ativo servi como tesoureiro de várias entidades. Tinha que aumentar a minha declaração doutrinária em termos de minha responsabilidade. Entre outras declarações concernentes a esta responsabilidade propus: “Não tome emprestado da caixinha, pois ela não pode me cobrar. Quando for necessário tomarei emprestado de um colega que não me deixaria esquecer.” Ou outra, como pastor, “Jamais darei uma carona sozinho para outra senhora qualquer sem que minha esposa esteja comigo.” Ou ainda outra como diretor do SEBARSP, “Nunca darei conselhos para uma estudante com a porta do gabinete fechada, e mais, teria um ambiente ocupado por pessoas para que tivessem plena visão da cena.” Perceba como tais argumentos não se encontram numa declaração doutrinária. Mas para mim, fazia parte da exortação de Habacuque, pois como aquele “justo diretor” viverá suas responsabilidades pela sua fé desenvolvida para refletir suas responsabilidades? Mas há outras áreas da vida à luz das novidades na praça. Cinquenta anos atrás não existia a internet, telefone celular, ipod ou outros meios eletrônicos disponíveis.
Hoje o cristão no dia-a-dia precisa aumentar “sua fé” à luz da vida eletrônica. Tem consciência do tempo utilizado com os recursos eletrônicos? O que é permitido ver ou ler? O que vai registrar para outros verem? Aquele que não aumenta sua declaração doutrinária por escrito ou a registra em sua cabeça será testado pelo inimigo. E quem tem o Espírito Santo pode mexer com o inimigo na base da “sua fé!” E quem não tem o Espírito Santo não tem como alertá-lo. E você leitor… está firme na declaração doutrinária da sua igreja? Parabéns! Mas que tal a sua própria declaração doutrinária (sua fé) em relação às suas responsabilidades? À luz do mundo eletrônico? Quem não tem será objeto de prova pelo inimigo das nossas almas. Seja prudente, comece desde já a viver a sua vida à luz de uma declaração doutrinária individual!
Dr. Ricardo Sterkenburg Diretor Jubilado do Seminário Batista Regular em São Paulo.
Fonte:
http://ministeriosrbc.org/  
http://wwwibrangela.blogspot.com/2010_12_01_archive.html

Humor - Rir faz bem!


Aconselhamento




quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Compartilhando a Palavra de Deus




  • Crente Ausente (dificilmente vai à igreja)
  • FB (só acessa de vez em quando)

  • Crente Tímido (vai à igreja e não fala com ninguém; não ora em público)
  • FB (acessa e não conversa; só observa)

  • Crente Destaque (ora em voz alta; canta no coral; faz solo, dá testemunho; ocupa cargo; etc.)
  • FB (fala com todo mundo; exibe suas melhores fotos; os passeios e viagens; curte e comenta tudo)

  • Crente Ingênuo (fala tudo de sua vida pra todos)
  • FB (conta o que está comendo; o que está assistindo; as gracinhas dos filhos; confessa que tá apaixonado; que o chefe é chato; etc.)

  • Crente Sabe-Tudo (ele, sempre, tem um versículo na ponta da língua)
  • FB (seus comentários são cheios de filosofia)

  • Crente Desprezado (entra, assiste o culto, vai embora e não é notado)
  • FB (compartilha fotos e vídeos, mas ninguém comenta ou curte)

  • Crente Estrela (todos querem cumprimentá-lo e ser como ele; tem apoio em tudo que fala)
  • FB (todos curtem e comentam o que ele compartilha; fazem questão da sua amizade; ele tem, normalmente, muitos amigos)

  • Crente Discreto (não se senta nem na frente, nem no fundo)
  • FB (tem poucos amigos e só comenta o que realmente lhe interessa)

  • Crente Indiscreto (atrapalha até na hora da pregação)
  • FB (comenta assuntos particulares)

  • Crente Orgulhoso (tem a sua “panelinha”)
  • FB (só fala ou compartilha com seu grupo)

  • Crente Chato (está sempre dando uma chamada em alguém)
  • FB (vive mandando convite para joguinhos; quando ele está online você nem entra)

  • Crente Carnal (está sempre de olho nas moças; só vai à igreja pra paquerar)
  • FB (publica fotos impróprias, piadas imorais e usa palavras de baixo calão)

  • Crente Carente (vive se lamentando e está constantemente pedindo oração)
  • FB (acessa às 5 da manhã e sai as 3 da madrugada; vive cutucando todo mundo)

  • Crente Invisível (vai pra igreja mais não entra)
  • FB (fica oculto o tempo todo)

  • Crente Infantil (só gosta de cantar; não se concentra na pregação)
  • FB (rir de tudo e faz comentários bobos)

  • Crente Top Model (cuida excessivamente da aparência; desfila suas melhores roupas; está sempre perfumado)
  • FB (vive trocando a foto de seu perfil; normalmente só conversam sobre um assunto)

  • Crente Judeu (considera a igreja é um excelente local para negócios)
  • FB (aproveita o espaço para fazer propaganda)

  • Crente Solidário (ora por todos; dá carona)
  • FB (sempre tem uma palavra amiga)

  • Crente Amoroso (faz questão de cumprimentar a todos com abraços e beijos)
  • FB (vive mandando corações e rosas)

  • Crente Indeciso (não sabe se fica na Batista, Renascer, Universal, etc.)
  • FB (não sabe se conversa no Orkut, MSN, Talk, Twitter, FB, etc.)


Infelizmente, nós, de maneira geral, temos por hábito prestarmos mais atenção aos defeitos, que às qualidades dos nossos semelhantes e os cristãos não estão imunes a esse comportamento. Infelizmente, também, poucas vezes conseguimos conter a vontade de comentar tais defeitos, e nosso costume é sempre fazê-lo em tom de julgamento. Portanto, a Palavra de Deus nos instrui em Salmo 34:13 “Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano”. E em Provérbios 18:21 “A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto” 

Espero que a comparação, acima, seja motivação para olharmos, verdadeiramente, dentro dos nossos corações, analisando nossas condutas tanto dentro do ambiente cristão, quanto fora, tendo como exemplo a conduta de Jesus Cristo.

“Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã”. Tiago 1:26.



Humor - Rir faz bem!


Prefiro ser "quadrada"


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Pedidos de Oração



Pedidos de Oração


1)     Anderson P. e esposa (Salvação / Bênçãos e Proteção) SP

2)     Aparecida e família (Salvação e Saúde) SP

3)     Funcionários do Departamento de Cirurgia (Saúde / Proteção e União) SP

4)     Edmundo P. e família (Salvação e Saúde) BA

5)     Janete Maia (Saúde e Proteção)



“OUVE-ME quando eu clamo, ó Deus da minha justiça, na angústia me deste largueza; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração”. Salmo 4:1


(Envie seus pedidos de oração para que sejam incluídos na próxima quarta-feira)
E-mail: janetejanetemaia@gmail.com

Visitantes